O Homem e a Terra



Num post anterior  https://projectoregenerar.blogspot.pt/2017/01/ahistoria-natural-do-centro-regenerar.html , foi feita uma descrição técnica e prática do que tem vindo a ser o processo de Regeneração desta Terra, através das intervenções que foram feitas.

No entanto existe toda uma outra experiência e processo paralelos, que é tão ou ainda mais importante partilhar, e que nesse sim, está a verdadeira intervenção e relação com a Terra e todos os seres vivos que aqui existem actualmente.

Quando estava a pensar o que escrever aqui, ocorreu-me a frase “tantas vezes nestas árvores e seres vivos procurei consolo, nos últimos quatro anos em que a vida deu voltas e reviravoltas”.
Mas também, tantas ou ainda mais vezes, fui eu consolar aqueles com quem compartilho a vida neste espaço. Mas não só os humanos… Foi principalmente os de folhas, os de asas, de pelo, ou penas, ou escamas. Os pequeninos e os grandes.

Muitos dias passei a plantar e trabalhar, mas outros tantos passei somente a contactar e conectar com todas aquelas plantas e animais. Até com as partículas de solo que ali existem e não são menos importantes, pelo que não lhes dedico menos atenção e energia.

Fui muitas vezes dar-lhes força, apoio e consolo (e continuo) quer quando a geada aperta demais, com um frio que queima, quer quando o sol forte os obriga a recolher (à sombra ou em si próprios), ou o vento sopre forte de mais. Ou a agua seja demais, ou de menos. E na verdade isto é altamente agradável e simples, é só estar ali a sentir…. E tudo á volta sente. Falamos assim, por ali! Em sentimentos…

O vento, a chuva, o sol, o pó, tudo faz parte disto! E alegra e anima, quando gotas de suor pingam o chão (acontece mesmo), o saber que as minhas moléculas, se misturam com aquela terra, se transformam nela, em que passamos a ser um todo. Um. O todo.

É uma experiência indescritível! São cada vez mais momentos de deslumbramento total com as 3 vidas. A nossa Vida, Todas as outras Vidas, e a Vida do Todo. Esta assombrosa teia de sei lá o quê!...
É aqui que me surge a já conhecida ideia, de que, não é no fim que está o sucesso, mas no processo e caminho em si…

E todas as centenas de árvores que já começam a marcar a sua presença na paisagem. Todas as outras centenas que estão ainda discretas, mas sei que estão lá e bem. A sementes que sei lá estarem, á espera da primavera. Todos os animais selvagens que aumentam a cada ano, em numero e em formas diferentes (espécies). Isto mexe de Vida e dinâmicas.

Sentir aquele solo cada vez mais vivo, mais forte, mais fértil, que vai potenciar o crescimento de tudo, que vai fortalecer ainda mais e fazer crescer ainda mais e... Não pára! É assim que a Natureza se manifesta. É assim que a Vida se manifesta, é assim que nós nos manifestamos.

Ninguém deveria passar pela vida sem sentir um amor assim à Terra, porque a terra ama-nos assim…. É justo!

É isto e muito mais. E não encaro isto como prosa ou poesia! É mesmo o que é, descrito de forma objectiva e simples.


Experimentem! Vale mesmo a pena!

Sem comentários: