Como ter o seu quintal ecológico para a biodiversidade Natural

A partir de pequenos quintais, terraços urbanos e jardins residenciais, criamos espaços ao ar livre para a tranquilidade, beleza ou qualidade alimentar e economia doméstica. Os nossos jardins são caracterizados pela beleza, baixo custo, permanência e biodiversidade para o local.

Um jardim é um santuário pessoal, um retiro privado ao ar livre que reflecte singularmente quem você é e oferece prazer contínuo à medida que amadurece ao longo dos anos. Esta é a abordagem que o projecto "Cultivar Biodiversidade" adoptou como conceito na concepção, construção e manutenção de espaços verdes urbanos porque o espaço exterior deve ser uma extensão de vida interior tanto da casa, como do indivíduo.

No nosso blogue existem muitos artigos que ilustram claramente o que dizemos.

Se você possui um típico quintal ou terraço urbano ou suburbano, e deseja criar uma paisagem ecologicamente correcta, uma horta biológica e de lazer, pode reduzir a sua pegada ecológica e contribuir para melhorar a sua alimentação, tranquilidade e stress, o meio ambiente e incentivar a biodiversidade. Contacte-nos via mail ou ligue-nos para uma consulta.

Os estilos variam amplamente do agreste rochoso para o clássico, do bosque à exuberância de um prado ou horta.

Sinta o orgulho e a satisfação de viver na cidade, mas em contacto com a terra, quer se trate de um quintal ou uma varanda. Contacte-nos e melhore o seu espaço.

cultivar.biodiversidade@gmail.com

Telemóvel: 966 237 047

Actividades na floresta para as escolas


CENTRO DE ECOLOGIA APLICADA
BAETA NEVES
                               
No âmbito do ano internacional das florestas em 2011, o Centro de Ecologia Aplicada do Instituto Superior de Agronomia, o projecto "Cultivar Biodiversidade" e o Camaleão - actividades lúdicas, promovem visitas lúdico-pedagógicas destinadas a escolas do Ensino Básico e pré-escolar na Tapada da Ajuda.

Estas visitas são um convite para experiências e explorações sensoriais e integrais que estabelecem a ligação íntima e dependente que o ser humano tem com as florestas. A partir desta conexão entre a floresta e os participantes abordamos a importância das florestas no desenvolvimento sustentável, meta imprescindível para a nossa e para as futuras gerações.

Elaboramos visitas destinadas às diversas faixas etárias do público infantil e jovem. Em comunicação prévia com os professores os conteúdos e percursos das visitas podem ser adaptados a grupos com necessidades ou em contextos especiais.

Para este ano lectivo (2010-2011) as visitas realizar-se-ão até final de Julho, iniciando-se para o ano lectivo de 2011-2012 no dia 26 de Setembro.

O preço para cada uma das visitas será de 3 euros por aluno, sendo que os professores e auxiliares não pagam. O autocarro para entrar no ISA terá que pagar uma entrada sujeita a actualização todos os anos.

• pré-escolar: A floresta generosa;
• 1º Ciclo: A sabedoria das árvores;
• 2º Ciclo: A tribo da floresta;
• 3º Ciclo: Floresta, muito mais que árvores.

Propomos as seguintes visitas consoante o nível de escolaridade:

Pré-escolar:A floresta generosa

Duração total: 90 minutos

Como uma árvore, uma aranha ou um cogumelo podem ser alguns dos seres que nos oferecem as coisas mais importantes para a nossa vida? Porque alguns dos nossos melhores amigos se chamam, Húmus ou Minhoca ou Freixo?

Numa missão de exploradores vão descobrir segredos e pequenas histórias sobre a floresta, que vos mostram como é tão amiga e importante para nós.

Primeiro ciclo:A sabedoria das árvores

Duração total: 100 minutos

Num percurso pela Tapada da Ajuda os participantes vão descobrir a estreita ligação entre o ser humano e as árvores desde que habitamos o planeta. Das histórias e mitos, às utilizações práticas que tornam as árvores as nossas melhores amigas.

O grupo vai conhecer algumas espécies e curiosidades sobre elas, vai entrar na casca de uma árvore e criar uma ligação de seiva e coração.

Segundo ciclo: A tribo da floresta

Duração total: 110 minutos

Neste percurso activo exploramos a influência e importância que as florestas têm para a vida humana. Alguns dos temas que são promovidos pela Organização das Nações Unidas no âmbito do ano internacional das florestas, vão salientar o papel crucial das florestas para um desenvolvimento sustentável do nosso planeta. Pela exploração lúdica e sensorial e as vivências partilhadas em grupo criamos uma ligação afectiva que reflecte os nossos laços culturais com o universo verde.

Terceiro ciclo:Floresta, muito mais que árvores.

Duração total: 120 minutos

Através de actividades ligadas ao mundo da investigação científica, os participantes descobrem a complexidade de seres vivos e a sua interligação no mundo florestal. Qual a importância de uma aranha, um cogumelo ou um gaio numa floresta? Em que consiste o trabalho do engenheiro florestal?

Serão os espaços florestais todos iguais? Estas são algumas das questões a serem trabalhadas e discutidas em grupo.